Asteroide "mascarado" ficará próximo da Terra nesta quarta (29); assista ao vivo


O asteroide 1998 OR2 passará perto da Terra nesta quarta-feira (29), e vários astrônomos estão acompanhando sua trajetória. A Agência Espacial Europeia (ESA) também está monitorando a rocha gigante, e divulgou uma simulação de sua órbita e a distância em relação à Terra prevista para os próximos dias.

Esse objeto tem um diâmetro de 2 a 4 km e é classificado como potencialmente perigoso para a Terra. Ele atingirá sua maior aproximação com o nosso planeta neste dia 29 de abril – mas calma! Ele estará muito mais afastado de nós do que a Lua e, portanto, não há nenhum risco de impacto.

Com observações do Observatório Arecibo, em Porto Rico, cientistas capturaram uma imagem do asteroide e disseram que “ele parece estar usando uma máscara”, assim como nós, terráqueos, que estamos nos protegendo da contaminação da COVID-19. Eles também enfatizaram, em uma publicação no Twitter, que o objeto passa a 16 distâncias lunares de distância da Terra.


CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.

Imagem: Arecibo Observatory/NASA/NSF

De acordo com a ESA, o asteroide estará a uma velocidade de 8.7 km/s ao passar por nós amanhã. Ele atingirá o ponto de sua órbita de maior proximidade com a Terra às 6h54 (horário de Brasília) e seguirá rumo à região externa do Sistema Solar. Só voltará a se aproximar de nós em maio de 2031.

Descoberto em 24 de julho de 1998 por astrônomos do programa NEAT no Observatório Haleakala, no Havaí, o asteroide é um dos mais brilhantes justamente por passar perto da Terra. De acordo com a ESA, no entanto, é necessário pelo menos um telescópio amador mediano para visualizar o objeto, que não estará visível a olho nu.

Órbita do asteroide 1998 OR2 (Imagem: ESA/NEO Coordination Centre)

Você pode acompanhar uma simulação da órbita do 1998 OR2 aqui.

Assista ao vivo à aproximação do “asteroide mascarado”

Como não será possível ver o asteroide passando pelo céu a olho nu, alguns observatórios espaciais prepararam transmissões ao vivo enquanto veem o objeto chegar perto de nós, por meio de seus instrumentos especiais para tal. Um deles é o Observatório Slooh, que iniciou, já na noite desta terça (28), uma live em seu canal no YouTube para que o mundo todo acompanhe a aproximação da rocha espacial. Lembrando que a máxima aproximação acontece às 6h54 (horário de Brasília) desta madrugada entre terça e quarta-feira.

Leia a matéria no Canaltech.


Fonte Daniele Cavalcante
Data da Publicação Original: 28 April 2020 | 11:30 pm


You may also like

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.