Chrome vai gravar “histórico de mídia” do usuário, mas ainda não se sabe quando


O navegador Google Chrome deve ganhar, eventualmente, uma função de “histórico de mídia”, que servirá como uma espécie de repositório de vídeos e outras mídias reproduzidas dentro do programa, de acordo com informações do site XDA Developer. A ideia, segundo a publicação, é oferecer ao usuário uma ferramenta de histórico para mídias audiovisuais que funcione exatamente da mesma forma que o histórico de páginas da web visitadas.

O XDA Developers não revelou uma data de implementação da função, mas afirma já enxergar tags que servem como evidência de sua existência.

“Recentemente, vimos uma série de inserções dentro do Chromium Gerrit com a etiqueta ‘media-history’ (…). A função está atualmente sendo testada e permanece escondida dentro da flag ‘chrome://flags#media-history’. Tal qual o histórico de navegação, a função lhe dará a opção de deletar URLs de mídia, fazendo isso automaticamente quando você apagar algum item do histórico do Chrome”, diz um trecho do texto publicado pela página.


Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!

O Chrome, navegador do Google, está em vias de ganhar mais uma atualização de recursos para controle e gerenciamento de vídeo

Por “Gerrit”, o texto se refere à ferramenta de programação colaborativa pela qual desenvolvedores independentes viabilizam testes para suas ideias de funções para o Chrome. Já “flag” se refere ao menu não-tão-secreto de APIs ainda em teste dentro do navegador do Google, acessível pela URL chrome://flags (aviso: essas funções são de caráter experimental e usadas apenas por usuários avançados — seu uso indiscriminado pode provocar problemas na experiência de navegação).

Caso isso se confirme, seria a terceira atualização de grande porte que o Google viria a promover para o seu browser: em dezembro de 2019, o Chrome ganhou um novo controle de reprodução de mídia para levar maior suporte aos dispositivos Chromecast, e desde o início de março deste ano, vem testando um modo de reprodução PiP (“Picture-in-Picture”, no qual a janela do vídeo se minimiza e continua a reprodução mesmo quando você acessa outra página).

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:


Fonte Rafael Arbulu
Data da Publicação Original: 3 April 2020 | 12:00 pm


You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *