Covid-19: pico deve acontecer dentro de 2 a 9 semanas no Brasil



Wanderson de Oliveira, secretário de Vigilância em Saúde, afirmou que o período de maior força de vírus respiratórios, como é o caso do coronavírus, se dá pela 20ª semana de disseminação e que o Brasil passa, agora, pela 18ª semana desde que foram iniciados os boletins a respeito da Covid-19 no país.

“Estamos na semana epidemiológica de número 18. O período de maior incidência de vírus respiratórios ocorre em torno da 20ª, 22ª, 27ª semana. Em alguns anos ela se antecipa, em outros isso é prorrogado”, disse o secretário.

Oliveira utilizou como base outras infecções respiratórias que já acometeram o Brasil. Ainda segundo ele, a imunização não pode ser conquistada a curto prazo, já que a observação da situação deve durar, no mínimo, três meses.

Reprodução

Quanto aos testes, o secretário comentou sobre a testagem em massa, mas explicou que não se trata de realizar testes em toda a população. “O teste em massa não significa testar todas as pessoas. Significa testar mais pessoas sobre critérios mais precisos”, declarou. De acordo com Oliveira, profissionais de saúde e segurança devem ser priorizados.

No Brasil, os dados desta segunda-feira (27) apontam para 66.501 casos confirmados e 4.543 mortes. Nas últimas 24 horas foram diagnosticados 4.613 novos infectados e comprovados 338 óbitos.

Por ora, 31.142 pacientes foram recuperados, 1.136 mortes seguem sob investigação e a taxa de letalidade é de 6,8%.

 

Via: Uol



Fonte
Data da Publicação Original: 27 April 2020 | 11:29 pm


You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *