Os 20 maiores bilionários na área de tecnologia


GettyImages/ Mint
Jeff Bezos se manteve como o maior bilionário da tecnologia mundial

A pandemia de coronavírus não apenas dominou as manchetes em grande parte de março, mas também levou a enormes quedas nas bolsas de valores em todo o mundo. A queda nos preços dos papéis reduziu mais da metade da fortuna tecnológica da nova lista de bilionários do mundo da Forbes, que compilamos usando os preços das ações e as taxas de câmbio de 18 de março de 2020.

Mas os mais ricos dos bilionários de tecnologia continuam a dominar os mais altos escalões da lista. Nove das 20 pessoas mais ricas do mundo são do setor de tecnologia – uma a mais que na lista de 2019 (Jack Ma subiu para o top 20 deste ano, aumentando o total). As 20 pessoas mais ricas em tecnologia valem US$ 740 bilhões combinadas, ante US$ 758 bilhões no ano passado.

LEIA MAIS: David Vélez, do Nubank, fala sobre negócios na pandemia: “O modo como empresas se comportam agora não será esquecido tão rapidamente”

Ao todo, existem 241 bilionários de tecnologia na lista de bilionários da Forbes em 2020, ante 215 no ano passado. Combinados, eles valem US$ 1,4 trilhão, 16% do patrimônio líquido total de todos os 2.095 bilionários da lista este ano.

Veja na galeria de fotos a seguir as 20 pessoas mais ricas em tecnologia, o patrimônio líquido levado em conta é o de 18 de março de 2020:

1. Jeff Bezos
Nacionalidade: Estados Unidos
Fortuna: US$ 113 bilhões
Fonte da riqueza: Amazon

Em meados de março, a Amazon anunciou que contrataria 100 mil trabalhadores em período integral e meio período em suas redes de distribuição e centros de atendimento para atender ao aumento da demanda dos consumidores que ficam em casa em resposta à pandemia de coronavírus. Até o final do mês, pelo menos 10 de seus funcionários de armazém tinham a Covid-19. Em 2 de abril, Bezos postou no Instagram que está doando US$ 100 milhões para a Feeding America, uma organização sem fins lucrativos que opera uma rede de bancos de alimentos nos EUA. O divórcio de Jeff e Mackenzie Bezos custou ao bilionário US$ 36,8 bilhões em ações da Amazon como parte do acordo firmado em meados de 2019.

2. Bill Gates
Nacionalidade:Estados Unidos
Fortuna: US$ 98 bilhões
Fonte da riqueza: Microsoft

Gates, a segunda pessoa mais rica do mundo, anunciou em março que renunciou ao conselho da Microsoft, empresa de software que ele cofundou com Paul Allen em 1975 e liderou como CEO até 2000. Em fevereiro, sua fundação disse que gastaria até US$ 100 milhões na luta contra o coronavírus. A fortuna de Gates era de US$ 96,5 bilhões no ano passado, mas foi impulsionada em parte pelo aumento do preço das ações da Microsoft.

3. Larry Ellison
Nacionalidade: Estados Unidos
Fortuna: US$ 59 bilhões
Fonte da riqueza: Software

Ellison, a quinta pessoa mais rica do mundo, transformou silenciosamente parte de sua ilha havaiana em um experimento de bem-estar. Mais recentemente, o fundador da Oracle se uniu à luta contra o coronavírus, trabalhando para criar um banco de dados para os casos da doença no país com a Casa Branca, a Food and Drug Administration (Administração de Comidas e Remédios, em tradução livre), os Institutos Nacionais de Saúde e outras agências federais. Ellison era o sétimo mais rico do mundo na lista de 2019, com patrimônio de US$ 62,5 bilhões.

4. Mark Zuckerberg
Nacionalidade: Estados Unidos
Fortuna: US$ 54 bilhões
Fonte da riqueza: Facebook

O Facebook foi multado em US$ 5 bilhões pela Comissão Federal de Comércio em julho por violar a privacidade dos consumidores. A rede social, que tem quase 3 bilhões de usuários, tornou-se uma ferramenta de comunicação essencial para quem está em quarentena. Foi também a primeira grande empresa de tecnologia a anunciar planos de pagar a todos os trabalhadores um bônus de US$ 1.000 para ajudar a compensar o impacto econômico do coronavírus. Zuckerberg, classificado em oitavo lugar na lista do ano passado, vale US$ 7,6 bilhões a menos que em 2019.

5. Steve Ballmer
Nacionalidade: Estados Unidos
Fortuna: US$ 52,7 bilhões
Fonte da riqueza: Microsoft

Agora classificado como o 11º mais rico do mundo, Ballmer valia US$ 41,2 bilhões no ano passado. O LA Clippers de Ballmer recentemente se uniu ao LA Kings, LA Lakers e Staples Center para fornecer suporte financeiro aos funcionários de eventos, impactados pela suspensão de eventos esportivos na arena. Ele comprou o Clippers em 2014, no mesmo ano em que deixou o cargo de CEO da Microsoft.

6. Larry Page
Nacionalidade: Estados Unidos
Fortuna: US$ 50,9 bilhões
Fonte da riqueza: Google

Page deixou o cargo de CEO da Alphabet, empresa-mãe do Google, em dezembro, mas permaneceu como membro do conselho. O Google foi escolhido pelo presidente Trump para criar um site para os norte-americanos encontrarem sites de triagem de coronavírus próximos e o lançou em 16 de março, com informações sobre quatro municípios da Califórnia. A fortuna de Page aumentou US$ 100 milhões desde o ano passado.

7. Sergey Brin
Nacionalidade: Estados Unidos
Fortuna: US$ 49,1 bilhões
Fonte da riqueza: Google

Brin deixou o cargo de presidente da Alphabet, empresa controladora do Google, em dezembro, mas continua como acionista controlador no conselho. Sua fortuna caiu US$ 700 milhões desde a lista de 2019.

8. Jack Ma
Nacionalidade: China
Fortuna: US$ 38,8 bilhões
Fonte da riqueza: Comércio eletrônico

Ma se aposentou como presidente do gigante de compras online Alibaba Group em setembro de 2019 e disse que se envolveria mais em filantropia. Em março, a Jack Ma Foundation anunciou que doaria 1 milhão de máscaras e 500 mil kits de teste de coronavírus para os EUA. No início de abril, sua fundação ajudou a levar mil ventiladores necessários para Nova York, de acordo com o governador de Nova York, Andrew Cuomo. A fortuna de Ma cresceu US$ 1,5 bilhão desde o ano passado.

9. Ma Huateng
Nacionalidade: China
Fortuna: US$ 38,1 bilhões
Fonte da riqueza: Mídia na internet

Isolados em casa, muitos chineses usaram seus celulares para jogar jogos online distribuídos pela Tencent, aumentando o uso de games. Em fevereiro, a Tencent anunciou um fundo de US$ 210 milhões para assistência médica e apoio aos necessitados. O patrimônio líquido de Ma caiu em relação aos US$ 38,8 bilhões do ano passado.

LEIA TAMBÉM: Conheça 10 séries de TV distópicas – algumas delas até parecidas com o que estamos vivendo hoje

10. Mackenzie Bezos
Nacionalidade: Estados Unidos
Fortuna: US$ 36 bilhões
Fonte da riqueza: Amazon

Mackenzie Bezos estreia na lista este ano depois que ela e Jeff Bezos concordaram em um acordo de divórcio em meados de 2019 que lhe concedeu um quarto de participação na Amazon. Ele mantém o poder de voto sobre as ações de Mackenzie. Ela assinou o Giving Pledge (promessa de dar parte de sua riqueza para causas sociais) em maio.

11. Michael Dell
Nacionalidade: Estados Unidos
Fortuna: US$ 22,9 bilhões
Fonte da riqueza: Computadores Dell

Aproximadamente um ano depois que sua empresa de computadores, Dell Technologies, voltou ao mercado público, as ações estão em um momento de dificuldades. Como resultado, o patrimônio líquido de Michael Dell caiu dos US$ 34,4 bilhões da lista do ano passado. Em março, a Dell Technologies prometeu pelo menos US$ 4 milhões para financiar hospitais e organizações de linha de frente que combatem a Covid-19. Em resposta a uma reportagem de jovens que festejavam nas praias da Flórida durante o surto em meados de março, Dell tuitou um aviso aos foliões para não se candidatarem a empregos em suas empresas.

12. William Lei Ding
Nacionalidade: China
Fortuna: US$ 17 bilhões
Fonte da riqueza: Jogos online

Ding viu sua riqueza subir U$ 2,3 bilhões desde o ano passado, em parte relacionada ao surto de coronavírus. Ele preside a NetEase, uma das principais plataformas de jogos online do mundo. O negócio de educação online da NetEase atingiu números marcantes em outubro, quando a subsidiária Youdao tornou-se pública na Bolsa de Valores de Nova York.

13. Colin Zheng Huang
Nacionalidade: China
Fortuna: US$ 16,5 bilhões
Fonte da riqueza: Comércio eletrônico

Huang é presidente e CEO da plataforma Pinduoduo, que é um dos maiores sites de comércio eletrônico da China. A Pinduoduo levantou US$ 1,6 bilhão durante seu IPO nos EUA em 2018. As ações subiram no ano passado, aumentando o patrimônio líquido de Huang em US$ 3 bilhões desde a lista de 2019. Um empresário em série, ele fundou anteriormente a empresa de jogos online Xinyoudi e a plataforma de comércio eletrônico online Ouku.com.

14. Laurene Powell Jobs
Nacionalidade: Estados Unidos
Fortuna: US$ 16,4 bilhões
Fonte da riqueza: Apple, Disney

Powell Jobs é fundadora e presidente da Emerson Collective, uma empresa híbrida de filantropia e investimento com responsabilidade limitada. Em 2017, ela comprou uma participação majoritária na revista “The Atlantic” e, desde então, investe em publicações sem fins lucrativos, como a “Mother Jones” e a “ProPublica”. Sua fortuna caiu US$ 2,2 bilhões em relação ao ano passado, em parte devido a uma queda no preço das ações da Disney, mas também porque a Forbes teve uma melhor visão sobre seu total de ativos. Jobs herdou sua fortuna de seu falecido marido, cofundador da Apple, Steve Jobs, que faleceu em 2011.

15. Zhang Yiming
Nacionalidade: China
Fortuna: US$ 16,2 bilhões
Fonte da riqueza: Software

Você pode não conhecer Zhang Yiming pelo nome, mas provavelmente conhece o aplicativo de streaming de vídeo TikTok, que se tornou um dos mais populares do mundo, com mais de um bilhão de downloads. Em 2012, Zhang fundou a ByteDance, que se tornou uma das maiores plataformas de conteúdo de mídia da China, com um valor de US$ 75 bilhões. Seu patrimônio líquido permanece inalterado em relação a um ano atrás.

16. Eric Schmidt
Nacionalidade: Estados Unidos
Fortuna: US$ 13,2 bilhões
Fonte da riqueza: Google

Schmidt deixou o conselho da empresa-mãe do Google, Alphabet, em junho de 2019, depois de 18 anos como diretor. Ele também foi CEO do Google de 2001 a 2011. Atualmente, preside a Comissão de Segurança Nacional de Inteligência Artificial e o Conselho de Inovação em Defesa. O patrimônio líquido de Schmidt aumentou US$ 300 milhões desde o ano passado.

17. Dietmar Hopp
Nacionalidade: Alemanha
Fortuna: US$ 13 bilhões
Fonte da riqueza: Software

Hopp é o maior acionista da farmacêutica alemã privada CureVac, que atualmente está correndo para desenvolver uma vacina contra o coronavírus. A CureVac diz que sua vacina estará em um ensaio clínico de fase um em junho. Hopp fez sua fortuna fundando a gigante alemã de software SAP em 1972. Ele vale US$ 400 milhões a menos que no ano passado, principalmente devido a uma queda no preço das ações da SAP.

18. Zhang Zhidong
Nacionalidade: China
Fortuna: US$ 13 bilhões
Fonte da riqueza: Mídia na internet

Zhang foi diretor de tecnologia da empresa de internet Tencent por 16 anos, até se aposentar em 2014. Ele conheceu o fundador da Tencent, Ma Huateng (também conhecido como “Pony” Ma), enquanto cursava a Universidade de Shenzhen. Zhang possui uma participação estimada de 3% na Tencent. Seu patrimônio líquido caiu US$ 300 milhões desde o ano passado.

19. Hasso Plattner
Nacionalidade: Alemanha
Fortuna: US$ 12,4 bilhões
Fonte da riqueza: Software

Plattner, que fundou a gigante de software SAP com o bilionário Dietmar Hopp, ainda atua como presidente do conselho de supervisão da empresa (ele deixou o cargo de CEO em 2003). Ele financia o Hasso Plattner Institute, uma faculdade que oferece diplomas em engenharia e sistemas de TI. Plattner possui uma participação majoritária no San Jose Sharks, equipe da NHL (liga norte-americana de hockey). Sua fortuna está US$ 1,1 bilhão menor que no ano passado devido a uma queda no preço das ações da SAP.

E TAMBÉM: 5 dicas para combater a solidão durante a quarentena

20. Shiv Nadar
Nacionalidade: Índia
Fortuna: US$ 11,9 bilhões
Fonte da riqueza: Serviços de software

Nadar é o fundador e presidente da empresa de serviços de TI HCL Technologies. Ele fundou a empresa na década de 1970 em sua garagem e a transformou em uma organização global de US$ 8,6 bilhões (receita) com mais de 137 mil funcionários. O patrimônio líquido de Nadar caiu US$ 2,7 bilhões desde o ano passado devido a uma queda no preço das ações da HCL Technologies.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

O post Os 20 maiores bilionários na área de tecnologia apareceu primeiro em Forbes Brasil.


Fonte Will Yakowicz
Data da Publicação Original: 10 April 2020 | 9:00 am


You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *