Para rever em casa: um show da seleção com caneta de Romário em Maradona


“Não interessa a forma física do Maradona, tem que marcar de perto porque gênio é gênio”, alertava o humorista Chico Anysio nos primeiros comentários da partida. Era 12 de julho de 1989, em um Maracanã tomado por 110.000 torcedores, quando a seleção brasileira enfrentava a então campeã mundial Argentina, na fase final da Copa América. Maradona, no entanto, acabou eclipsado pelo talento de Romário e Bebeto, que marcaram os gols da vitória brasileira por 2 a 0.

A transmissão da Globo – com narração de Galvão Bueno, comentários de Chico Anysio e reportagem de um estreante Tino Marcos –, do histórico clássico sul-americano está disponível, na integra, no YouTube, em mais uma dica de PLACAR para desfrutarmos em casa, durante a quarentena para combater a pandemia de coronavírus.

O Brasil do técnico Sebastião Lazaroni estava pressionado por uma fila de exatos 40 anos sem o título da Copa América e não poderia desperdiçar a chance em casa. Aquela seleção brasileira, com os jovens Bebeto e Romário no ataque, formaria a base campeã do mundo em 1994 – ironicamente, com a dupla de ataque lesionada, a seleção sucumbiria no Mundial de 1990 justamente diante da Argentina de Maradona e Caniggia, nas oitavas de final. Em 1989, no entanto, o Brasil não deu chances aos rivais.

Continua após a publicidade

 

O primeiro tempo foi amarrado. Romário foi perseguido pelo marcador Clausen e pouco fez. Logo no início do segundo tempo, porém, o Baixinho deixou claro que não tinha medo de ninguém e aplicou um drible por entre as pernas de Maradona que levantou a torcida.

O primeiro gol saiu logo aos dois minutos e foi uma pintura de Bebeto. Ele recebeu passe de Romário e acertou um voleio no ângulo do goleiro Pumpido. “Foi um gol muito bonito, um gol que o Brasil já merecia”, ressaltou Chico Anysio.

Pouco depois, aos 9 minutos, o Brasil matou o jogo em uma furada do zagueiro argentino Brown; Romário aproveitou, driblou Pumpido e tocou para as redes (clique aqui para ver o lance).

Continua após a publicidade

A contundente vitória no primeiro jogo da fase final abriu caminho para o título da seleção anfitriã, que posteriormente seria confirmado com triunfos por 3 a 0 sobre o Paraguai, com dois de Romário e um de Bebeto, e 1 a 0 sobre o Uruguai, novamente com gol do Baixinho. Bebeto foi o artilheiro da competição com seis bolas na rede.

copa-do-mundo-de-1982-28-original.jpeg J. B. ScalcoVEJA
Brasil x Argentina Jorge GontijoDedoc
<p>No dia 7 de julho de 1957, Pelé entrou em campo pela primeira vez vestindo a camisa da Seleção Brasileira. A partida contra a Argentina e válida pela Copa Roca, o atual Superclássico das Américas, foi disputada no Maracanã, no Rio de Janeiro, com um público de 80 mil pessoas</p> Arquivo NacionalReprodução
Rivaldo, do Brasil, no jogo contra a Argentina. Edison VaraPlacar
<p><p>Riquelme conversa com Ronaldinho Gaúcho na premiação da Olimpíada de Pequim, em 2008. Argentina foi ouro e Brasil bronze</p></p> Alexander HassensteinGetty Images
<p>Maradona</p> Pedro MartinelliVEJA
alx_esporte-futebol-argentina-brasil-20151113-001_original.jpeg Eitan AbramovichAFP
<p>Brasil bate falta no jogo contra a Argentina, na Copa do Mundo de 1978</p> Carlos NambaVEJA
<p>Chicão, da seleção brasileira, durante jogo entre Brasil e Argentina na Copa de Mundo de 1978</p> J. B. ScalcoVEJA
copa-do-mundo-de-1982-14-original.jpeg J. B. ScalcoVEJA
<p><p>Ronaldinho Gaúcho em jogo da seleção brasileira contra a Argentina</p></p> AFPVEJA
amistoso-brasil-argentina-20120609-03-original.jpeg Gary HershornReutersVEJA
copa-do-mundo-de-1982-08-original.jpeg J. B. ScalcoVEJA
amistoso-brasil-argentina-20120609-07-original.jpeg Emmanuel DunandAFPVEJA
<p>Sócrates durante jogo contra a Argentina na Copa do Mundo da Espanha, 1982  </p> J. B. ScalcoVEJA
<p><p>Messi e Neymar no amistoso entre Brasil e Argentina, em 2010: o único duelo entre os dois até hoje</p></p> veja.comVEJA
<p>Adriano comemora gol na vitória sobre a Argentina na final da Copa das Confederações de 2005 na Alemanha</p> Ben RadfordGetty Images
alx_esporte-futebol-argentina-brasil-20151113-006_original.jpeg Eitan AbramovichAFP
<p>Paulinho e Di Maria se confrontam durante amistoso entre as seleções brasileira e argentina, em Melbourne, Austrália – 09/06/2017</p> Jason ReedReuters
<p>ROBSON FERNANDJES</p> Robson FernandjesProtegido: Estadão Conteúdo
<p>MARCO ANTONIO CAVALCANTI</p> Marco Antonio CavalcantiPlacar
<p>LEMYR MARTINS</p> Lemyr MartinsPlacar
<p>Philippe Coutinho</p> Ricardo BotelhoBrazil Photo PressFolhapress
<p>Brasil e Argentina durante a Copa America 2004</p> Omar TorresAFP

Fonte Luiz Felipe Castro
Data da Publicação Original: 3 April 2020 | 2:14 pm


You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *